Optar por livros emprestados e usados

livros usadosO Observador Cetelem chegou à conclusão que apesar da grande esmagadora maioria dos consumidores portugueses (94%) continuarem a preferir comprar os manuais escolares novos, começa a existir um significativo número de inquiridos que opta também por pedir emprestado ou adquirir os livros escolares em segunda mão (22% e 19%, respetivamente).

Conclui-se também que mais de metade dos inquiridos (55%) prefere comprar os livros num momento diferente daquele que escolhe para adquirir o restante material escolar.

Enfim: sinais de que a situação económica do país mexe com a generalidade das famílias e que mais um momento de início de um novo ano, veio trazer contrariedades à generalidade das famílias cada vez mais sensíveis a um mês atípico em que tenham que realizar despesas extra.

Felizmente para a generalidade dos leitores do Escola Profissional, os cursos profissionais não exigem o pagamento dos livros escolares, muito menos numa altura única e particular do ano.

No ensino profissional, os alunos recebem os chamados guias modulares gratuitamente, ficando assim dispensados de gastos em manuais.

Deixe um comentário