Contratar um seguro através de um agente e não numa seguradora

mediador de segurosSão várias as vantagens de subscrever os seguros que necessita, sejam eles obrigatórios ou não, através de um agente, mediador ou corretor, em vez de o fazer directamente aos balcões de uma seguradora.

Os agentes de seguros são profissionais certificados, ou seja, obtiveram aprovação nos cursos que os habilitam a exercer essa actividade, nomeadamente no domínio dos seguros ditos do ramo Real, e no domínio dos seguros de Vida.

Os mediadores, ou melhor, os bons mediadores são colaboradores das seguradoras, bastante avalizados, com vínculo a uma só, ou a várias, alvo de variadas acções de formação, especificas e em muitos casos intensivas, que os habilitam a que dentro das companhias de seguros, possam diligenciar  no sentido de conseguirem para os seus clientes os seguros de forma a melhor satisfazerem as necessidades dos mesmos em termos de custo benefício.

Faltar ao trabalho para ir à seguradora e ser mal atendido

Quantas vezes já se sentiu maltratado num balcão de uma qualquer companhia de seguros, depois de ter perdido uma tarde ou manhã de trabalho para tratar de um qualquer assunto relacionado com um seguro?

Pois um agente de seguros pode evitar-lhe esta perda de tempo e contrariedade. São já muitos os mediadores de seguros com presença na Internet, que lhe podem tratar dos seus assuntos relacionados com seguros, por telefone e/ou email. Isto se não quiser deslocar-se aos respectivos escritórios, onde ainda assim será com certeza atendido em menos tempo que na generalidade dos balcões das seguradoras.

Contacto pessoal e personalizado

A comodidade pode ir ainda mais longe.

Os agentes de seguros prestam-lhe uma assistência personalizada que pode mesmo incluir a deslocação até si, disponibilizando-lhe um serviço de consultoria em seguros que inclui aqueles tão necessários esclarecimentos sobre as cláusulas e situações mais obscuras em que os seguros são férteis.

Optimização do seguro automóvel

Se contar com um mediador de seguros para gerir a sua carteira pode mesmo desfrutar de uma constante optimização dos seus seguros, isto principalmente se o seu mediador não for exclusivo de uma única seguradora e colaborar com várias. Nestas condições, o agente poderá a cada passo, aconselhar-lhe por exemplo o seguro automóvel mais em conta, uma vez que as tarifas das seguradoras mudam pelo menos de ano para ano, e vão alternando aquela que é a Escolha Acertada para um seguro num dado momento. O mesmo se aplica aos outros seguros, como o seguro de saúde, cujos prémios também são bastante voláteis.

Condições preferenciais para subscrever os seus seguros

O mediador ou agente de seguros goza ainda de condições preferenciais junto das seguradoras que pode utilizar para o servir e melhor assistir. Tendo uma carteira de vários cliente,  nalguns casos dezenas e centenas junta de determinada companhia de seguros, o agente de seguros pode exercer uma pressão bem maior do que aquela que um cliente individual poderá manifestar junto da seguradora. Este facto pode traduzir-se em condições preferenciais que se reflectem para o cliente em seguros mais baratos do que aqueles que conseguiria lidando directamente com as seguradoras e as instituições financeiras.

Entregar os seguros a um mediador pode representar logo uma poupança imediata no primeiro ano

Tem com certeza pelo menos um seguro, porventura poderá ter mesmo dois ou três, quiça mais … Ao seguro automóvel e ao seguro multiriscos (pelo menos de incêndio), que são obrigatórios, poderão juntar-se o seguro de saúde que contratou porque não pode confiar no sistema nacional de saúde, o seguro de vida incluído no seguro de protecção que o Banco lhe obrigou a contratar para lhe conceder o crédito habitação, e até o seguro de acidentes de trabalho que também é obrigatório se for um profissional liberal.

Isto para não falar do específico seguro dentário que contratou para poupar na assistência em estomatologia a que recorre frequentemente, ou nos seguros de capitalização ou mistos que contraiu para assegurar rendimentos futuros aos seus descendentes.

Tenha os seguros que tiver, se entregar a mediação a um agente de seguros, verá que à medida que estes forem renegociados pelo seu mediador poderá poupar imenso. Quem sabe o suficiente para poder viajar à custa da poupança e levar consigo um seguro de viagem também pago pela economia conseguida!

Ah! É claro que se recorrer a um mediador não tem que o remunerar. Se assim fosse lá se iria a poupança. Os agentes de seguros têm contratos com as seguradoras e são pagos através de comissões que resultam dos seguros que intermedeiam. As remunerações estão incluídas no valor do prémio que as companhias de seguros cobrariam, quer existisse quer não,  um mediador envolvido.

Curso Técnico de Banca e Seguros

Existem cursos profissionais de Banca e Seguros que habilitam automaticamente o diplomado a exercer a actividade de mediação de seguros. Os alunos saem já formados não tendo que se submeterem aos exames organizados pelo ISP – Instituto de Seguros de Portugal, para serem “encartados” com os títulos de mediador de seguros Vida e Não Vida.

Deixe um comentário